terça-feira, 1 de setembro de 2009

Aulinha: Barroco

O Barroco Italiano A Arte barroca se desenvolveu no sec. XVII num período muito importante da história da civilização ocidental, pois nele ocorreram mudanças na Europa da idade moderna. Para entender melhor os acontecimentos desse século, é preciso buscar suas origens em fatos do século XVI, como a Reforma Protestante, que teve inicio na Alemanha a seguir expandindo-se. Embora tenha sido um movimento de caráter religioso, a reforma provocou alterações em outros setor da cultura européia, como favorecer o surgimento dos estados nacionais e dos estados absolutos, pois propunha que cada nação se libertasse da submissão ao Papa. No entanto, a igreja católica logo se organizou contra a reforma. Foram criados trabalhos assistenciais e ordens religiosas entre elas a companhia de Jesus. Assim a igreja católica retomou sua forma e novas e grandes igrejas foram edificadas.
A arte volta a ser vista como um meio de propagar o catolicismo e ampliar sua influência. Dentre as obras mais significativas está o “Juízo Final”(acima), que Michelangelo pintou na Capela Sistina e que, pela intensidade expressiva e vigor expressivo desta obra, fizeram dele um percussor de um estilo, conhecido como “Barroco”.

A Arte Barroca
- Originou-se na Itália, mas não tardou a erradicar-se por toda a Europa
- As obras barrocas romperam o equilíbrio entre o sentimento e a razão, ou entre a arte e a ciência, que os artistas renascentistas procuram realizar de forma muito consciente; na arte barroca predominam as emoções e não o racionalista da arte renascentista.

Características

- A disposição dos elementos dos quadros sempre formam uma disposição na diagonal;
- Acentuado o contraste claro/escuro, o que intensifica a expressão dos sentimentos;
- A pintura é realista, mas a realidade não é só a vida de reis e rainhas, mas também do povo simples;

Principais Pintores

- Carravaggio (1573-1610)

Procurava seus modelos entre os vendedores, músicos ambulantes, enfim, entre as pessoas do povo.
O que melhor caracteriza sua pintura é o modo revolucionário como ele usa a luz, pois esta não aparece como reflexo da luz solar, mas é criada intencionalmente pelo artista, para dirigir a atenção do observador. Isso foi tão fundamental na sua obra, que ele é conhecido como fundador do Estilo Luminista.

→ Obras mais significativas:
- A Ceia em Emaús (a direita)
- A Crucificação de São Pedro
- Davi com a Cabeça de Golias

- Tintoretto (1515-1549)

Teve uma produção muito grande pintando, tema religiosos e retratos em um geral. Como principal característica, os corpos das suas figuras são mais expressivos do que seus rostos. “Cristo em Casa de Marta e Maria” (a direita) é sua obra mais significativa.

Escultura Barroca:

- Expressam movimento e recobrem-se de efeitos decorativos;
- Predominam as linhas curvas, dropeado, das vestes e o uso do dourado;
- Os gestos e os rostos das personagens revelam emoções violentas e muita dramaticidade.

Arquitetura Barroca:

- Os arquitetos deixam de lado a simplicidade e insistem nos efeitos decorativos;
- Preocupação com a beleza da construção;
- Construções esplendorosas, pois a igreja queria “proclamar a sua fé”;
O Barroco Espanhol

O Barroco na Espanha conserva as características do barroco italiano, mas na arquitetura destacou-se principalmente nas portas decoradas em relevo dos edifícios civis e religiosos.

Principais Artistas:

- El Greco (1541-1614)

“Apelido” de Domenikos Theotokopoulos.
Possui uma característica que marca sua pintura: A verticalidade das figuras e a separação do quadro em dois planos, como se dividisse o sonho da realidade.

Principais Obras:
- O enterro do conde Orgaz
- Ressurreição de Cristo (a esquerda)
- Espólio

- Velasquez (1599-1960)

Conhecido como o “Pintor das Cortes”, caracterizou-se em pintar retratos. Usa luz intensamente, estabelecendo um clima intimo para as cenas retratadas.

As Meninas, Conde de Olivares

- Rembrandt (1606-1669)

Usava fielmente o estilo iluminista de Caravaggio. A gradação da claridade e as penumbras que envolvem áreas de luminosidade mais intensas, dirige a atenção do observador pelos caminhos da tela.

A Lição de Anatomia do Doutor Tulp (abaixo)


7 comentários:

fernadinha disse...

o barroco trouxe muitas obras bonitas para o mundo...

Pedro disse...

To gostando do blog....continuem assim!

JOJO disse...

eita que nessa vc esbanjou conhecimentoo muuuito bom

Debbs disse...

A próxima festa vai ser domingo né?! Nessa vou de qualquer forma... na última perdi o homiepie!

Marci Kühn disse...

Hahaha!!! Dessa vez a atração musical vai ser bem legal, e bem criativa!
Mas o six do homiepie vai discotecar lá! então dá pra sanar a perda do show um pouquinho. Valeu pelos cometáriossss

Larissa Marques disse...

Gostei do espaço, é bom!
Aliás é ótimo ver gente jovem engajada, coisa rara!
Estou à disposição de vocês!

Perito disse...

Nossa querida escritora da próxima edição!!! Uma honra tê-la aqui, e nós estamos aqui para provar que jovem também tem cérebro...